2 restaurantes em Salvador onde comer é quase um pecado

Não é segredo para ninguém que comer á uma das maiores felicidades das nossas viagens. Quando estivemos em Nápoles, por exemplo, a comida foi motivo de dois posts diferentes por aqui, um sobre restaurantes da cidade e outro exclusivamente sobre as famosas pizzas napolitanas.

Então, mesmo que tenhamos ficado apenas dois dias na capital baiana (ou talvez exatamente por isso), decidimos escolher comer em bons restaurantes em Salvador e curtir melhor a gastronomia local.

Restaurantes em Salvador: Cuco Bistrô

Nós encontramos o Cuco por acaso durante a tarde e paramos para um petisco – mas gostamos tanto que voltamos na hora da janta! Pedimos um couvert para começar e fomos surpreendidos com uma porção deliciosa e muito bem servida de pães, grissini, pão de queijo, canoa de beiju e pastinhas artesanais por R$ 30. A sequência ficou por conta de uma moqueca mista (com camarão e peixe), acompanhada de pirão e farofa de dendê (R$ 80 para 1 pessoa/R$ 125 para duas) e um queijo coalho com purê de banana da terra, perfeito para quem curte comida agridoce (R$ 25).

Como tudo era muuito bem servido (pedimos a moqueca para uma pessoa), não sobrou espaço para sobremesa nos nossos corpinhos. E olha que nós não somos do tipo que poupa nas quantidades de comida, não!

Ao meio-dia a casa oferece um menu de almoço completo com entrada, prato principal e sobremesa por R$ 50 e as opções costumam variar, embora o local também conte com um menu fixo. Dentro do restaurante há ainda uma enorme área dedicada às cachaças, incluindo rótulos de várias regiões do Brasil. O Cuco Bistrô fica aberto de segunda a sábado, das 11h às 22h.

Onde comer em Salvador da Bahia

Onde comer em Salvador: Camafeu de Oxóssi

O Camafeu de Oxóssi fica no segundo piso do Mercado Modelo e, como era de se esperar, é bastante turístico. Apesar disso, a comida, servida por uma baiana trajada como tal, é sensacional. No cardápio figuram pratos típicos baianos, bem como algumas delícias portuguesas, como o bolinho de bacalhau caprichadíssimo servido de entrada. Mesmo sendo turístico, os pratos do restaurante têm valores bastante razoáveis.

Onde comer no Mercado Modelo em Salvador

Apesar do cardápio extenso, que vai de carne de sol a moquecas, um dos destaques do local é mesmo a vista, de frente para a Bahia de Todos os Santos. Nos dias mais frescos, é possível sentar-se no terraço externo para apreciar a paisagem durante a refeição.

O porém fica para o atendimento, que varia bastante. No nosso caso, ele foi rápido e solícito, mas com alguns pequenos equívocos nos pratos. Entretanto, já ouvimos relatos de pessoas que receberam um atendimento impecável e também de outras que tiveram que esperar muito tempo pela comida. De qualquer forma, continua sendo uma ótima opção para comer após um passeio pelo centro histórico de Salvador ou antes de embarcar para Morro de São Paulo – o terminal marítimo fica logo do outro lado da rua. O Camafeu de Oxóssi funciona de segunda a sábado, das 9h às 19h; e aos domingos, das 9h às 14h.

Restaurantes em Salvador para comer comida baiana

Nota: os valores apresentados são referentes ao mês de junho de 2017 e podem sofrer alterações a qualquer momento.


Planeje sua viagem

Os links abaixo pertencem a parceiros comerciais do blog e foram inseridos espontaneamente pela autora. Ao reservar serviços através destes links, você ajuda o Quase Nômade a se manter em funcionamento, recebe nossa gratidão eterna e não paga nada a mais por isso! ♥

✈️ Viaje com a Azul

🏨 Reserve seu hotel com o Booking

🚗 Alugue um carro com a Rentcars

💉 Faça o seguro viagem com a Seguros Promo ⇒ use o código NOMADE5 e ganhe 5% de desconto


⇒ O que fazer em Salvador da Bahia: roteiro perfeito para um dia na cidade

⇒ The Hotel em Salvador da Bahia: hospedagem boa e barata na Barra

⇒ Catamarã entre Salvador e Morro de São Paulo: veja todos os detalhes dessa viagem

⇒ O que fazer em Morro de São Paulo na baixa temporada

⇒ Guia definitivo das praias de Morro de São Paulo

Depois de me formar em comunicação, passei um tempo morando na Argentina, Irlanda e na Romênia. Foi morando cada vez menos que esqueci o significado da palavra e hoje mantenho a capital gaúcha como sede dessa vida quase nômade.

Queremos ouvir seu comentário!