Como sair de Nápoles e visitar as ruínas de Pompeia por conta própria

Durante nossa viagem recente pela Europa, nós passamos 10 dias em Nápoles, na Itália. Uma das coisas que queríamos fazer desde o dia em que chegamos lá era visitar as ruínas de Pompeia, a cidade que foi devastada por uma erupção do Vesúvio no ano de 79 da nossa era. Foi aí que decidimos procurar informações sobre como ir de Nápoles a Pompeia por conta própria e descobrimos que era super fácil (e barato!) fazer esse passeio.

Encontramos algumas referências sobre como chegar lá no A Fragata Surprise, onde a Cyntia também explica como aproveitar o passeio para conhecer Herculano, outro sítio arqueológico próximo dali, devastado pela mesma erupção do Vesúvio. Como queríamos ir direto para as ruínas de Pompeia, tivemos que adaptar um pouco o itinerário e contamos os detalhes abaixo. ⤵️

Como ir de Nápoles a Pompeia por conta própria

Para ir a Pompeia, você precisará primeiro chegar até a estação Central de Nápoles, na Praça Garibaldi. É de lá que saem os trens para a cidade. Se não estiver hospedado próximo dali, é possível pegar o metrô e descer na estação Garibaldi. O bilhete do metrô custa € 1 (R$ 3,70) e as estações da cidade são lindas! 💗 #ficadica

Estação Central de Nápoles

Descendo na estação você vai dar de cara com plaquinhas indicando a direção da linha Circumvesuviana. Siga essas placas, pois é esse trem de nome complicado que você terá que pegar para ir a Pompeia. O bilhete pode ser comprado na hora e sai por € 2,60 (R$ 9,60). Só não espere luxo, pois os vagões são bastante simples, de trem urbano mesmo. A indicação da plataforma para o trem fica na própria parede do terminal, de forma que não tem erro (embora mais de uma linha pare na mesma plataforma, fazendo com que seja necessário ter um pouquinho de atenção).

Linha Circumversuviana

Bilhete de trem em Nápoles

Estação Napoli-Garibaldi

Qual linha pegar para chegar a Pompeia?

O trem a pegar é a linha Nápoles-Sorrento e você terá que descer na estação Pompei Scavi-Villa Misteri. Na descida já é bem fácil reconhecer a entrada da sítio arqueológico, que fica bem próxima da estação. Saia à direita, caminhe um pouquinho (bem pouco mesmo) e você chega no pórtico da Porta Marina, uma das entradas das escavações! 🙂 Se estiver com fome, a dica é almoçar em um dos restaurantes no entorno, pois não encontramos locais vendendo alimentos na parte interna das ruínas de Pompeia.

Placa indicando a zona arqueológica de Pompeia

Entrada para visitar as ruínas de Pompeia, na Itália

A maioria dos lugares que pesquisei indicava que o transporte costumava ser lotado e que não era nada turístico. Não sei se demos sorte ou foi porque fomos na baixa temporada E no meio do final de semana, mas nosso trem era composto por 80% de turistas (dava para escutar o povo falando inglês, para se ter ideia) e tinha lugar para sentar tranquilamente. ☺️

Se você estiver saindo de Roma, o 360 Meridianos também dá uma dica completa de como fazer esse roteiro, embora eu ache que seja bastante cansativo fazer todo o percurso em um dia. E, além de tudo, Nápoles MERECE uma passagem com mais calma. [Nestes posts a gente conta o quão apaixonado ficou por essa cidade e o porquê de tanto amor. ♥]

Ruínas de Pompeia

Quanto custa visitar as ruínas de Pompeia

Na chegada, você terá que comprar o ingresso para fazer a visita à zona arqueológica. Para visitar apenas Pompeia, o preço é de € 13 (R$ 48) – as entradas antecipadas fura-fila saem por € 18, clicando aqui. Em compensação, é possível também adquirir um ticket especial por € 22 (R$ 81) que dá direito a visitar as ruínas de Pompeia, Herculano, Oplontis e Boscoreale e é válido por 3 dias consecutivos. Outro sítio arqueológico próximo dali é o de Stabiae, cuja entrada é gratuita.

Dica de economia: no primeiro domingo de cada mês, a entrada na área arqueológica é grátis, o que pode ser perfeito para quem precisa economizar na viagem. \o/ Mesmo assim, lembre-se de que isso pode acarretar um público muito maior visitando os mesmos espaços.

O que fazer em Pompeia

Andar, andar e andar. Prepare-se para caminhar muito durante o passeio, que é feito por conta própria, e desvendar sozinho as áreas de Pompeia. Nós caminhamos por lá durante 3 horas, praticamente sem paradas, e calculo que tenhamos visto apenas pouco mais de um terço da área. Por isso, não recomendo visitar Herculano ou outras zonas arqueológicas no mesmo dia a não ser que você tenha uma saúde fodástica para aguentar tantas caminhadas.

Ruínas de Pompeia na Itália

Pompeia foi descoberta apenas no século 16, quando um arquiteto italiano tentava abrir um túnel sobre o monte La Civita, mas as verdadeiras escavações só começaram dois séculos depois e continuam até hoje. Desde 1997, a região é considerada Patrimônio Mundial pela Unesco. Tenha em conta que há pouca sinalização na parte interna da área arqueológica, de forma que é recomendado baixar um mapa do local no celular ou pegar o seu na entrada. Caso contrário, prepare-se para se perder.

Confesso que nós queríamos mesmo era ver as pessoinhas e suas poses de terror eternizadas para sempre (meio mórbido, mas tudo bem, né? heheh). Então fomos caminhando até chegar no Orto dei Fuggiaschi (algo como “Jardim dos Fugitivos”), para nos deparar com as imagens das pessoas dentro de uma espécie de vitrine. 😕

Expectativa

Corpos em Pompeia

Foto CC BY 2.0 Daniele Florio 

Realidade

Corpos em Pompeia

Eu já tinha lido que as “cascas” das pessoas que morreram devido ao calor da erupção do Vesúvio haviam sido preenchidas com argamassa e realmente dá para perceber essa intervenção humana ali. Mas, fora essa parte que foi um pouquinho decepcionante, Pompeia é simplesmente incrível!

Descobrindo as ruínas (e a história) de Pompeia

Caminhando lá dentro você pode ver bastante como era a vida da cidade na época (há quase 2.000 anos) e percebe que muita coisa era parecida com uma cidade atual. Em algumas casas, até mesmo os afrescos nas paredes e o mosaico do piso foram preservados, o que dá uma ideia de como eram as noções de arte e arquitetura naquele então. Passeando por lá nós encontramos uma lavanderia da época, teatros, “restaurantes” (o thermopolium, onde os pompeanos costumavam almoçar fora de casa), casas de banho e residências dos habitantes da época.

Como ir de Nápoles a Pompeia por conta própria

Além disso, a região conta com várias mostras de obras de artistas atuais, mas com motivos que remetem às origens da cidade. Só não vale confundir e achar que as obras foram criadas pelos habitantes originais de Pompeia, ok?

Visitar as ruínas de Pompeia na Itália

Arte nas ruínas de Pompeia

Prefiro fazer um tour fechado para Pompeia, e agora?

Nem todo mundo curte sair por aí fazendo os passeios por conta própria. Nesse caso, há algumas empresas que operam passeios fechados entre Nápoles e Pompeia e oferecem o benefício de conhecer de perto o Monte Vesúvio. No site da Viator, por exemplo, são oferecidos tours para o local com valores a partir de € 35 (R$ 130) por pessoa.

Como ir de Nápoles a Pompeia por conta própria

Nota: os valores apresentados são referentes ao mês de novembro de 2016 e a taxa de câmbio se refere à data da publicação do post. Ambos podem sofrer alterações a qualquer momento. 


Planeje sua viagem

Os links abaixo pertencem a parceiros comerciais do blog e foram inseridos espontaneamente pela autora. Ao reservar serviços através destes links, você ajuda o Quase Nômade a se manter em funcionamento, recebe nossa gratidão eterna e não paga nada a mais por isso! ♥

✈️ Viaje com a KLM ou voe com a Latam

🏨 Reserve seu hotel com o Booking

🚗 Alugue um carro com a Rentcars

💉 Faça o seguro obrigatório com a Seguros Promo ⇒ use o código NOMADE5 e ganhe 5% de desconto


Quais são as melhores pizzarias de Nápoles, na Itália

Como viajar nos fez aprender a confiar mais nas pessoas

Onde comer em Nápoles: restaurantes e dicas de gastronomia italiana

Como usar o Transferwise para transferir dinheiro para o exterior

Seguro viagem obrigatório: é seguro viajar sem um?

Apaixonada por contar histórias, trabalha com conteúdo desde 2010. Depois de passar quase três anos morando no exterior, percebeu que poderia carimbar o passaporte mais vezes caso trabalhasse remotamente. Hoje vive em Porto Alegre, onde nasceu, e não precisa mais pedir folga para viajar. Também escreve para os sites Hypeness e Quanto Custa Viajar.

Deixe seu comentário <3

*

24 comments

  1. Adorei a dica! Tenho muita vontade de conhecer Pompéia! Deve ser muito interessante ver a cidade e imaginar a vida na época. Ri muito com a sua expectativa x realidade! Abs!

  2. Como adivinharam que estou a pensar este roteiro em 2017? :)))) Belo post! Obrigado pela “papinha” feita 🙂

  3. tenho muita vontade de conhecer Pompeia, é um dos lugares que estão na minha lista, o seu roteiro é perfeito, pois também quero fazer por conta própria, lindas fotos!

  4. Pompeia é um dos meus sonhos de consumo. Quando fui a Itália não consegui visitar (porque o país todo era meu sonho de consumo, hahahahahahaha), mas pretendo voltar em breve. Adorei a dica e o relato. Abraços!!!

  5. que barato!! achei super fácil chegar, nem tem como se perder aheuahe vou ficar atenta para visitar ano que vem e no primeiro domingo de preferência hehehe

    • Carol

      Não é tão fácil não viu, rs, estou aqui no momento e mesmo com as dicas super detalhadas achamos MT difícil! Mas consegue!

    • Oi Carol! Espero que vocês tenham chegado bem a Pompeia. Se tiver alguma sugestão de como deixar o post mais explicadinho é só avisar. Assim podemos ajudar ainda mais pessoas. 😀

  6. Ei que post bom!! Italia é meu sonho de consumo… mas numa versão lenta e em grande estilo! Fiquei curiosa em conhecer pompéia

  7. Que boa viagem, por mais que realmente tenha sido abaixo da expectativa o Jardim dos Fugitivos, parece ser uma excelente viagem.

  8. Olá, muito bacana seu blog! Parabéns! Acho muito legal essas dicas de como fazer as coisas por conta própria. Pompeia deve ser um lugar incrível, infelizmente não poderei incluir na minha viagem à Itália… ! =]

    • Que pena, Valéria! Quem sabe numa próxima viagem, né? Pompeia é linda demais!

  9. Haisa Hahsimoto

    Parabéns pelas dicas. Estou a caminho de pompei e foi mtoooooo fácil seguindo exatamente as dicas lidas aqui!! Gratidão!!!

    • Oi Haisa! Muuuito bom saber disso. Fico feliz em saber que o post ajudou. 😊

  10. Chris

    Ótimas dicas, acabei de sair das ruínas!
    Queria acrescentar:
    *Já tem restaurante dentro
    * Mochilas grandes têm que ficar no guarda-roupa
    * Cuidado com o ticket office logo na saída do trem. Vendem o ingresso 2 euros mais caro

    Beijos,

    • Oi Cris! Obrigada por acrescentar essas dicas. Muito legal! 🙂

  11. Luis Ribeiro

    Muito útil. Parabéns pelo belo trabalho

  12. Vera

    Ótima dica, li com muita atenção, estamos em Pompei é faremos a visitação domingo dia 01/12. Free. Tb sou de POA.

    • Oi Vera, que bacana! Aproveitem e cheguem cedo pois deve ficar bem cheio nos dias de entrada gratuita, né? 😉

    • Bruno

      Olá! Manda dicas atualizadas….rs
      Estarei lá amanhã.

      Obrigado pelas dicas, Mari.

  13. Carlos Dutra

    Salve,

    Muito obrigado pelas dicas, estou de viagem marcada em Jan de 2018. Como já vivi na Itália posso afirmar que suas dicas estão muito boas.

    Carlos Dutra.

    • Oi Carlos, que bacana. Fico feliz em saber. Espero que você faça uma boa viagem! 🙂