Um roteiro pelo centro de Porto Alegre

Há um pouquinho mais de 30 anos, eu nascia e me mudava do hospital diretamente para uma rua sem saída na zona sul de Porto Alegre. Foi lá que eu vivi durante 24 anos, até colocar tudo em duas malas e começar a me mudar por aí. Daí pra frente, foram mais de 15 mudanças, tendo outros três países como endereços físicos e muitos carimbos no passaporte.

Mesmo assim, Porto Alegre continua sendo a minha cidade, é onde eu passei a maior parte da vida e onde voltei a viver depois de “velha” (mesmo que esteja sempre planejando a próxima escapada). Por isso, acho que posso dizer que conheço bem essa cidade – ou, pelo menos, conheço mais do que todas as outras que já visitei.

E, embora não tenha aquele olhar de turista, ainda gosto de vagar de vez em quando pelas ruas porto-alegrenses. Recentemente, fui levar três amigas mexicanas que passaram uns dias por aqui para um passeio pelo centro da cidade, e acho que vale contar mais sobre esse mini-roteiro, que pode ser feito em um dia!

Praça da Matriz

Foi onde começou nosso passeio por Porto Alegre. Passamos rapidinho ali (de carro mesmo) e mostrei para as meninas os “quatro” poderes que repousam ao redor da praça: o Palácio Piratini, sede do governo do estado; a Assembleia Legislativa, o Palácio da Justiça e a Catedral Metropolitana. Mesmo assim, a minha construção preferida por ali vai ser sempre o Theatro São Pedro – assim, com “Th” mesmo, quase como um selo de antiguidade.

Vista da lateral do teatro + pôr-do-sol <3

Vista da lateral do teatro + pôr-do-sol <3

Escadaria da Borges

Lá do alto da escadaria da Borges é onde a gente tem uma das melhores vistas da cidade, na minha humilde opinião de porto-alegrense. Tecnicamente, essa vista acontece na rua Duque de Caxias, do ladinho do Hotel Everest (e a poucas quadras da Praça da Matriz). Mesmo assim, sugiro umas subidas e descidas pela escadaria para se sentir bem Porto Alegrense. Numa dessas descidas, você vai acabar desembocando pertinho do Mercado Público, que é um convite às tradições porto-alegrenses.

Mercado Público

Um dos cantinhos preferidos de muita gente (inclusive o meu) na cidade. Por mais caótico que seja o Mercado Público – principalmente após o incêndio que destruiu parte da construção -, é difícil não gostar de lá. Ideal para um almoço com peixes no tradicionalíssimo Gambrinus, uma sobremesa na Banca 40 (cujo sorvete se tornou um ícone da cidade) e um cafezinho no Café do Mercado. Dependendo do seu orçamento de viagem, o Gambrinus pode sair meio caro. Nesse caso, sugiro trocar por alguns dos restaurantes cuja entrada fica na parte externa do mercado, que oferecem preços bem mais em conta (muitas vezes dá para almoçar super bem com menos de R$ 20).

Na saída, vale passar na Cachaçaria do Mercado e comprar algumas cachacinhas locais – para quem não é do sul, eu sugiro provar as de butiá, que são uma delícia. 😉

mercado

Vegetais no Mercado Público de Porto Alegre

Lá também vende frutas e vegetais, como em qualquer mercado. 😉

Santander Cultural

Com um foco em arte contemporânea, o Santander Cultural faz parte da vida cultural porto-alegrense há anos. Mas, além das exposições artísticas que costumam acontecer no átrio do museu, há também um cinema que fica dentro de um cofre e tem uma programação bem diversificada, para quem não curte blockbusters! Eventualmente é possível também conferir alguns shows ou participar de oficinas dentro da programação do centro cultural. As exposições são grátis, enquanto o ingresso para o cinema sai por R$ 10 (mas clientes Santander não pagam) e os demais eventos têm preços variáveis.

Apesar do foco ser nos dias de hoje, a construção também tem história: o edifício foi construído entre 1927 e 1932 e serviu como sede para diversos bancos da época. Graças a isso, o piso inferior do prédio abriga também uma coleção de moedas e documentos antigos. Tombado em 1987 como patrimônio histórico e artístico do Estado, o local passou a abrigar o Santander em agosto de 2001. O Santander Cultural abre de terça a sábado, das 10h às 19h, e aos domingos das 13h às 19h.

Margs

O edifício que hoje dá lugar ao Margs foi construído em 1913 pelo arquiteto alemão Theo Wiederspahn para abrigar a Delegacia Fiscal. O Museu é um dos principais do estado e tem um acervo de mais de 3.660 obras, contando com diversas exposições artísticas que abrangem desde obras do século 19 até trabalhos mais atuais. Ele fica aberto de terça a domingo, das 10h às 19h, e a entrada é grátis. Por isso mesmo, vale aproveitar o tempo no centro para conferir qual exposição está rolando por lá!

∴ Reserve hospedagem em Porto Alegre com o Booking ∴

Praça da Alfândega

Os dois museus acima ficam em plena Praça da Alfândega, praticamente no coração da cidade. É lá que ficava a primeira entrada em Porto Alegre, através do porto que existia próximo dali. Quem passa pela praça também pode admirar o calçadão que parece uma imitação do famoso calçadão de Copacabana, no Rio; ou tirar uma foto na estátua de Mario Quintana e Carlos Drummond de Andrade conversando em pleno banco de praça.

Desde 1955, o espaço também recebe anualmente a Feira do Livro de Porto Alegre, a maior feira do gênero a céu aberto na América Latina.

Casa de Cultura Mario Quintana

Praticamente qualquer porto-alegrense é capaz de esquecer um problema quando lembra dos versos de Quintana: “eles passarão, eu passarinho“. E a Casa de Cultura que leva o nome do poeta é uma lembrança viva disto.

Mario Quintana não nasceu aqui, mas adotou Porto Alegre como sua aos 20 anos, quando saiu de Alegrete para morar na capital gaúcha. Entre 1968 e 1980, ele viveu no Hotel Majestic, onde hoje se localiza a Casa de Cultura. Mesmo tendo saído de lá para morar em outros hotéis após o seu fechamento, nos anos 80, o local continuou preservando parte da memória de um de seus hóspedes mais ilustres. Graças a isso, o edifício que abrigava o hotel se tornou um centro cultural em sua homenagem em 1983, um ano após o seu tombamento.

casa1

No último andar da Casa de Cultura tem também o café/bistrô Santo de Casa (aquele que não faz milagre, sabe?), com comidinhas gostosas e uma vista incrível do centro de POA. No fim de tarde, costuma rolar até mesmo uma música ao vivo na parte interna do espaço, enquanto o terraço oferece um espetáculo ainda melhor: o pôr-do-sol da cidade. ☀

casa2

img_1794

Usina do Gasômetro

Não tem programa que seja mais a cara de Porto Alegre do que um domingo na prainha do Gasômetro (mentira, tem sim: o domingo na Redenção). A Avenida Edvaldo Pereira Paiva, que passa do ladinho do Gasômetro, fica fechada aos domingos para circulação de carros e é quando ciclistas, pedestres e patinadores aproveitam ao máximo o espaço. Nestes dias também há diversas barraquinhas com comida, onde é possível petiscar algo ou mesmo só sentar ali na prainha para observar o movimento.

Dentro da Usina também rola uma programação cultural bem variada, com exposições de fotos, mostras de arte, espetáculos ao vivo e sessões de cinema grátis – geralmente com foco em filmes clássicos. Vale a pena conferir o espaço que já foi, como o próprio nome lembra, uma usina projetada para gerar energia à base de carvão mineral.

Quando fazer o roteiro pelo centro de POA

Como o Mercado Público fecha aos domingos e muitos museus fecham na segunda-feira, os melhores dias para fazer esse roteirinho seriam de terça a sábado. Nesse caso, é bom lembrar que o centro fica bem cheio durante a semana, enquanto o sábado costuma ser mais vazio para caminhar com calma por lá.

Por sinal, o mapa abaixo ajuda você a se situar entre as atrações que a gente descreveu acima – e ainda tem algumas dicas de bares e restaurantes que a gente adora nas redondezas. 😀

Se preferir, você também pode conferir estas 12 atrações na cidade listadas pela Paloma do blog Diário de Turista.

Nota: os valores apresentados são referentes ao mês de setembro de 2016 e podem sofrer alterações a qualquer momento.


Planeje sua viagem

Os links abaixo pertencem a parceiros comerciais do blog e foram inseridos espontaneamente pela autora. Ao reservar serviços através destes links, você ajuda o Quase Nômade a se manter em funcionamento, recebe nossa gratidão eterna e não paga nada a mais por isso! ♥

✈️ Viaje com a Azul ou voe com a Latam

🏨 Reserve seu hotel com o Booking

🚗 Alugue um carro com a Rentcars

💉 Faça o seguro viagem com a Seguros Promo ⇒ use o código NOMADE5 e ganhe 5% de desconto


⇒ Fundação Iberê Camargo reúne arte, arquitetura e um pôr-do-sol maravilhoso em Porto Alegre

⇒ Coisas para fazer em Porto Alegre: um roteiro pelo Bom Fim

⇒ 4 hamburguerias em Porto Alegre que estão longe de ser fast food

⇒ De Porto Alegre a Montevideo de carro: dicas para quem vai

⇒ Como encontrar passagens aéreas baratas

Apaixonada por contar histórias, trabalha com conteúdo desde 2010. Depois de viver na Argentina, Irlanda e Romênia, percebeu que poderia carimbar o passaporte mais vezes caso trabalhasse remotamente. Hoje vive em Porto Alegre, onde nasceu, e não precisa mais pedir folga para viajar. Também trabalha como redatora para os sites Hypeness e Quanto Custa Viajar.

Deixe seu comentário <3

*