carta verde

Como tirar a Carta Verde para viajar de carro pelo Mercosul

Quem vai viajar de carro para países do Mercosul sabe que tem que tirar a Carta Verde – ou pelo menos deveria saber. O seguro é obrigatório para quem viaja para a Argentina, Uruguai e Paraguai com um veículo de outro país, e tem como objetivo proteger terceiros afetados por acidentes de trânsito. Parece simples (e é), mas na hora de fazer a papelada muita gente fica na dúvida e não sabe por onde começar.

Para facilitar a vida desse povo, nós fizemos esse post recheado de dicas para tirar a Carta Verde antes de encarar a viagem. 🚗

Como tirar a Carta Verde

A melhor forma de fazer a Carta Verde é falar diretamente com a sua seguradora – no nosso caso, fizemos com a Azul Seguros. Nós ligamos para o corretor que tinha feito o seguro do carro e combinamos uma passadinha no escritório da seguradora para acertar tudo. Bastou levar os documentos do carro e do motorista e tudo ficou pronto em menos de 10 minutos.

A cara de felicidade de quem tá com a Carta Verde em mãos

Saí da seguradora já com a Carta Verde e com um boleto para pagamento do seguro (até porque ele só vale depois de pago, né?). Me aconselharam a levar não apenas a Carta durante a viagem, mas também o comprovante de pagamento do boleto. Assim você tem como provar até para os policiais mais chatos que tá tudo certinho com o veículo e não corre o risco de passar perrengue na estrada.

Na seguradora, ainda descobrimos que tínhamos direito à extensão do seguro do carro grátis dentro do Uruguai (país por onde estávamos viajando). Ou seja, super valeu a pena a visita. Outro ponto legal é que as seguradoras costumam fazer a Carta Verde tanto para segurados quanto para não segurados e algumas delas também permitem que você solicite a entrega do documento em casa e sem custos. Simples assim. 😀

Também é possível tirar a Carta Verde em agências bancárias ou na fronteira mesmo. Mesmo assim, uma vez tentamos fazer o seguro em cima da hora no banco e não tinha o formulário em lugar nenhum – tivemos que rodar a cidade em mil agências para resolver a pendenga. Por causa dessa experiência, eu também não deixaria para resolver isso na chegada à fronteira, até porque fica mais difícil de saber se o lugar que oferece a Carta Verde é confiável ou não.

Como tirar a Carta Verde

Viajando de carro você ainda vê umas paisagens assim <3

Quanto custa a Carta Verde

O valor que você vai pagar na Carta Verde vai depender de quantos dias ficará viajando. Alguns valores (para 3, 5, 10 ou 30 dias) são tabelados e não variam. Em compensação, se você for ficar 15 dias, por exemplo, o valor irá depender da cotação do dia.

Parece meio confuso, mas você sempre pode se guiar por valores próximos: ou seja, a Carta Verde para 15 dias de viagem provavelmente vai sair mais cara que o preço tabelado para 10 dias e mais barata que o preço tabelado para 30 dias – embora em alguns casos seja mais vantajoso fazer o documento para um número maior de dias, devido a essa variação nos valores.

Confira os valores tabelados abaixo:
3 dias: R$ 48,00
5 dias: R$ 69,00
10 dias: R$ 112,00
30 dias: R$ 216,00

(+ valores aqui)

O que a Carta Verde cobre 

Como a gente disse lá em cima, a Carta Verde é um seguro obrigatório com cobertura sobre danos causados a terceiros em países do Mercosul. Ou seja, ele não cobre problemas que você possa ter no carro ou danos sofridos por você ou outros passageiros no veículo. Nesse caso, é bom contar com um seguro estendido, oferecido por diversas seguradoras brasileiras (dica: converse com a sua antes de colocar o pé na estrada).

Em compensação, o seguro obrigatório da Carta Verde cobre danos materiais ou corporais a terceiros ocasionados por um acidente envolvendo o veículo segurado, os objetos dentro dele ou o reboque (caso informado no documento), além do pagamento dos honorários do advogado de defesa do segurado e custas judiciais. Para isso funcionar, é bom lembrar que o seguro só vale para problemas causados fora do país de emplacamento do veículo.

A cobertura é de até US$ 40 mil por pessoa para danos corporais ou US$ 20 mil para danos materiais. O limite, caso haja mais de uma reclamação sobre o mesmo acidente, fica em US$ 200 mil para danos corporais e US$ 40 mil para danos materiais. Além disso, os custos judiciais ficam sujeitos a um pagamento de até 50% do valor oferecido aos segurados. (+ informações aqui)

Fazer a Carta Verde para viajar pela Argentina, Uruguai ou Paraguai

Com alguma sorte, você vai encontrar um companheiro de estrada parecido com o nosso. 😀

Cruzando a fronteira com um carro que não é seu

Enquanto estávamos decidindo os detalhes da viagem, alguns amigos que vão sempre para o Uruguai aproveitaram para compartilhar umas dicas com a gente. Foi quando ficamos sabendo que, caso você viaje com um carro que não é seu, precisa emitir uma permissão assinada pelo dono do veículo, com carimbo e liberação do Consulado-Geral de Brasília.

Confesso que não sei bem como funciona. Mas, nesse caso, vale a pena se programar com mais antecedência. Se o dono do carro estiver viajando junto, mesmo que apenas como passageiro, não é preciso fazer a autorização. 😉

Outra opção para quem não tem carro próprio, é alugar um veículo para fazer esse trajeto. O aluguel de uma semana para o veículo mais barato oferecido pela Rentcars em Porto Alegre sai por R$ 357, por exemplo. Quem prefere alugar o automóvel diretamente em Montevideo irá pagar bem mais caro, com valores começando em R$ 842 (referente a janeiro/2017).

Nota: os valores apresentados foram atualizados em janeiro de 2017 e podem sofrer alterações a qualquer momento.


Planeje sua viagem

Os links abaixo pertencem a parceiros comerciais do blog e foram inseridos espontaneamente pela autora. Ao reservar serviços através destes links, você ajuda o Quase Nômade a se manter em funcionamento, recebe nossa gratidão eterna e não paga nada a mais por isso! ♥

✈️ Voe com a Latam ou viaje com a Avianca

🏨 Reserve seu hotel com o Booking

🚗 Alugue um carro com a Rentcars

💉 Faça o seguro saúde com a Seguros Promo ⇒ use o código NOMADE5 e ganhe 5% de desconto


Todos os nossos posts sobre o Uruguai

Roteiro de uma semana por Buenos Aires

De Porto Alegre a Montevideo de carro: dicas para quem vai

Todos os nossos posts sobre a Argentina

Casapueblo: uma homenagem ao pôr-do-sol em Punta Ballena

Seguro viagem internacional: é seguro viajar sem um?

 

Apaixonada por contar histórias, trabalha com conteúdo desde 2010. Depois de passar quase três anos morando no exterior, percebeu que poderia carimbar o passaporte mais vezes caso trabalhasse remotamente. Hoje vive em Porto Alegre, onde nasceu, e não precisa mais pedir folga para viajar. Também escreve para os sites Hypeness e Quanto Custa Viajar.

Deixe seu comentário <3

*

15 comments

  1. Joyce

    Olá boa tarde, mas se o carro estiver alienado por uma financeira, precisa de algum documento da mesma?

    • Oi Joyce. Nesse caso não saberia te dizer como funciona, mas provavelmente um documento da financeira que comprove isso seja necessário sim.

  2. Agildo

    Boa noite, bela historia e bela viagem!

    Estou de partida para o Uruguai segunda dia 21 agora, porém aqui em SP nenhuma seguradora faz o seguro carta verde pra nosso fusca 1980. Então na fronteira do Brasil e Uruguai eu consigo fazer tranquilamente a carta verde? O que me dizem?

    Vi alguns relatos em blogs como o seu de um casal que foi de fusca e conseguiu fazer na fronteira do Paraguay.

    • Oi Agildo… Infelizmente vou ficar te devendo essa informação. Se as seguradoras não topam, você também pode tentar fazer a carta verde diretamente nos bancos, sabia? O Banco do Brasil emite o documento, por exemplo. Quem sabe lá eles não conseguem resolver isso? Pois sempre é melhor já sair com o seguro pronto, já que fazer a carta na fronteira pode demorar um pouco mais e atrasar sua viagem. 😉

  3. Marcelo

    Olá! Uma dica quanto às dúvidas nas viagens é ligar para o consulado do país que irão visitar. Eles dão as orientações, inclusive sobre a carta verde.

  4. Filipe

    Como funciona a carta verde para carros alugados? É permitido pelas locadoras de Porto Alegre ir até o Uruguai com seus carros alugados? Obrigado

    • Oi Filipe. Tudo bem? Você pode obter essas informações diretamente com a locadora de veículos. Em geral, não há nada que impeça você de cruzar a fronteira com o veículo, mas algumas empresas podem cobrar taxas extras para quem for sair do país.

  5. Thiago Ravanelli

    Olá, boa noite! Muito interessante o texto, parabéns! No final escreveu algo sobre ter a permissão do dono do veículo, sabe se tem a necessidade mesmo sendo filho e estando com todos os documentos possíveis? Obrigado.

    • Oi Thiago. A princípio existe a necessidade, sim. É possível que não lhe peçam nenhum documento, mas sugiro providenciar a permissão para evitar qualquer constrangimento.

  6. Ronaldo Guisoni

    Excelentes informações, muito uteis, certamente me livrarei de alguns problemas por ter lido este post. Obrigado pelas informações.

    • Fico feliz em saber, Ronaldo! Espero que sua viagem seja ótima! 🙂

  7. Daniel

    Boa noite,
    Estou vendo de alugar carro no Brasil para ir ate o uruguai, mas não acho nenhuma empresa que aceite o carro sair do país! Além disso não estou conseguindo resolver da carta verde pelo mesmo motivo, afinal não tenho o carro definido. Consegue me dar alguma ajuda em relação a este quesito?
    Obrigado

  8. Tem algum limite de permissão para ser obrigatório a carta verde? Ou somente atravensando a fronteira já precisa legalmente ter. Pergunto porque vou seguido a fronteira, as areas dos free shops e dou uma passeada ali por perto. Mas nunca paguei a Carta Verde. Alguém me falou que até 20km da fronteira não é necessário….Será mesmo?

    • Oi Diego, tudo bem? A informação que tenho é de que o seguro é obrigatório para cruzar a fronteira do país vizinho. Não encontrei nenhuma informação sobre essa permissão de 20 km da fronteira. Abraço!