Casapueblo: uma homenagem ao pôr-do-sol em Punta Ballena

Quando decidimos inserir Punta del Este em nossa última viagem ao Uruguai, a primeira ideia era visitar o Museu Ralli e a Casapueblo, em Punta Ballena. No primeiro dia, descobrimos que o Ralli, assim como metade da cidade, estava fechado durante o inverno (ele fica aberto apenas entre outubro e maio).

Mesmo assim, pudemos aproveitar para conhecer a Casapueblo, que eu queria visitar há aaaanos. O lugar é realmente incrível. Mas, antes de chegar lá, vale lembrar que não há a possibilidade de ir de ônibus de Punta del Este até o local.

Como chegar à Casapueblo

As opções para fazer a visita eram pegar um táxi, alugar um carro ou fazer um city tour. No caso do city tour, a última hora do passeio era reservada para visitar a Casapueblo em praticamente qualquer agência de turismo. Isso porque é o horário em que você pode acompanhar a cerimônia do pôr-do-sol, que é uma lindeza só! ☀

Em geral costumamos achar meio chata a ideia de fazer um city tour pelas cidades que visitamos, mas dessa vez tivemos que cogitar a hipótese. Conferimos os valores em duas operadoras diferentes, ambas com lojas na rodoviária de Punta del Este, e nas duas o preço do tour era o mesmo. Decidimos por essa opção. Lado chato: esquecemos de anotar o nome da operadora escolhida. 🙁

Independente da escolha, é preciso pagar a entrada para o museu à parte, no momento de chegada, no valor de 240 pesos uruguaios (ou R$ 30 ou U$ 8 – pode ser pago em qualquer uma das três moedas). E, se você estiver disposto a gastar uma boa nota para aproveitar ao máximo o espaço, nosso conselho é se hospedar no Club Hotel Casapueblo! #sonho

casapueblo2

A Casapueblo

Construída pelo próprio artista Carlos Páez Vilaró durante 30 anos a partir de uma pequena casa de lata, a Casapueblo inclui um museu, uma galeria de arte, um café e o hotel que comentamos acima (este último não foi construído pelo artista, mas conserva o mesmo estilo arquitetônico). Por lá, dá para conferir grande parte da obra do artista, que se inspirou nos homens do campo que levantam suas casas com adobe para construir o edifício, que lembra a arquitetura de Santorini, na Grécia.

Até sua morte, no início de 2014, Vilaró vivia na casa e costumava ser visto por diversos viajantes que visitavam o local. Reza a lenda também que aquela musiquinha que ouvíamos quando criança sobre “uma casa muito engraçada” foi inspirada na Casapueblo, já que Vinícius de Moraes, compositor da música e amigo de Vilaró, teria se inspirado no local ao compô-la. Será que é verdade?

Pôr-do-sol na Casapueblo

A Cerimônia do Sol acontece todos os dias no terraço da Casapueblo desde 1994, quando foi idealizada pelo artista. Com a leitura de um poema de Carlos Páez Vilaró em sincronia com o momento exato do pôr-do-sol, a cerimônia se transformou em uma obra de arte da natureza. São cerca de 10 minutos em que você pode ficar encantado pela poesia enquanto o sol faz a sua parte no céu. De morrer de amores. ♥

*Spoiler*: você vai ver o pôr-do-sol mais lindo da vida. Não só por ser bonito em si, mas também por toda a cerimônia que acontece no momento.

casapueblo3

Planejando sua viagem

Alugue um carro com a Rentcars

Reserve seu hotel com o Booking

Compre seu seguro saúde com a Mondial ⇒ usando o código 2017AFL você ganha 15% de desconto

Este post contém links para parceiros comerciais do blog, que foram inseridos espontaneamente pela autora. Ao reservar serviços através destes links, nós ganhamos uma pequena porcentagem – e você não paga nada a mais por isso! 😉

Nota: os valores apresentados fora atualizados em janeiro de 2017, durante nossa última passagem pela Casapueblo, e podem sofrer alterações a qualquer momento.

Foto destaque: Divulgação

Depois de me formar em comunicação, passei um tempo morando na Argentina, Irlanda e na Romênia. Foi morando cada vez menos que esqueci o significado da palavra e hoje mantenho a capital gaúcha como sede dessa vida quase nômade.

Comenta aí, vai! :D

5 comments

  1. Vinícius

    Boa tarde prazada, qual o valor e como funcionou seu city tour?

    • Oi Vinícius, infelizmente não anotei o valor… Vou ficar te devendo essa resposta. Quanto ao funcionamento, todo o tour era realizado em uma van, com guia próprio em espanhol (o nosso falava um pouco de português também). O passeio tinha várias paradas pela cidade, levando a gente para conferir o monumento “La Mano”, a península e outros pontos de interesse, sempre com explicações sobre tudo. A Casapueblo era a parada final, justamente para que pudéssemos conferir a homenagem ao pôr-do-sol, que acontece no fim da tarde. 🙂

    • Vinícius

      Oi, Mari! Primeiramente, grato pelo retorno. Em relação ao horário de início e horário do final do city tour, teria essa informação?
      Quanto tempo ficaram na Casa Pueblo?

      Pergunto pois estaremos em Montevideo em dezembro, só faremos um bate-volta para Punta (pretendemos pegar o onibus COT pela manhã e retornar bem de noite – após retorno pôr do sol na Casa Pueblo). Assim, como em dezembro o pôr do sol acontece por volta das 21 horas, queria saber se a programação do city tour contempla todo esse momento/cerimônia que envolve o pôr do sol.

      Grato.

    • Oi Vinícius! Vou ficar te devendo essa informação, pois fomos durante o inverno… Na época, o tour começava às 14h e terminava por volta das 18h ou 19h, mas dava tempo suficiente para ver o pôr-do-sol. Acho que ficamos cerca de 40 minutos a 1 hora na Casapueblo. Mas, como vocês vão em outra época, o ideal seria conferir com a empresa que oferece o city tour para ter certeza de que a cerimônia estará contemplada (embora eu ache que sim!). 😉

    • Vinícius

      Grato, Mari! 🙂