Como se locomover em Buenos Aires

Buenos Aires parece ser uma cidade feita para pedestres. O metrô (que é chamado de subte por lá) e os ônibus costumam ser muito práticos, baratos e cobrem praticamente todas as áreas de interesse turístico. Além disso, também há um serviço de empréstimo de bikes gratuito para turistas! Mesmo assim, muita gente acaba ficando na dúvida sobre como se locomover em Buenos Aires. Para resolver esse mistério, listamos aqui os principais meios de transporte da cidade e as vantagens e desvantagens de cada um deles. 😉

Como se locomover em Buenos Aires

Foto via

Como se locomover em Buenos Aires

Ande de ônibus

Os ônibus da de Buenos Aires já circulavam quando as músicas da Madonna estavam no topo das paradas. Na época, ninguém mexia em smartphones durante a viagem, já que os aparelhos ainda não existiam. Mesmo assim, eles continuam sendo um ótimo meio de transporte, principalmente nos dias mais frescos (é raríssimo encontrar algum  ônibus que tenha ar condicionado). Uma vantagem é que os ônibus funcionam 24 horas por dia, o que facilita os deslocamentos em qualquer horário.

Se optar por esse meio de transporte, lembre-se que a passagem precisará ser paga em moedas ou usando o cartão SubeNotas não são aceitas nos ônibus. Isso acontece porque a passagem é paga diretamente para uma máquina que só aceita moedinhas. Ou seja, não existe cobrador. Você informa o destino para o motorista e ele indica o valor para inserir na máquina de acordo com a distância percorrida.

Como andar de ônibus em Buenos Aires

Foto via

Quem vai passar mais dias na cidade pode se beneficiar ao comprar o cartão Sube, que evita que você tenha que sair pedindo por aí para trocar suas notas de pesos por moedas e ainda traz tarifas com desconto. Ele pode ser adquirido e carregado dentro das estações de metrô da cidade ou online e tem um custo de 25 pesos argentinos (menos de R$ 5). Com o cartão, as tarifas de ônibus, que sofreram um aumento de 100% no último ano, custam entre 6 e 7 pesos (pouco mais de R$ 1).

Aposte no metrô

O metrô costuma ser a maneira mais fácil e rápida de se locomover em uma cidade que você não conhece, pois é mais difícil de se perder, já que você só precisa saber a estação certa para descer. O lado negativo é que você não vê o percurso durante o trajeto e, dependendo de onde pretende ir, pode ser que tenha que caminhar bastante depois de descer da estação.

Buenos Aires conta com 7 linhas de metrô, identificadas por letras e cores diferentes, que cobrem praticamente todas as áreas turísticas da cidade.  As principais linhas estão interligadas no centro, de forma que é possível realizar combinações para qualquer parte da cidade pagando apenas uma passagem, que custa 7,50 pesos (cerca de R$ 1,50).

O pagamento pode ser feito usando o cartão Sube ou a passagem pode ser comprada na hora do embarque em qualquer estação (mais informações sobre preços aqui). Se estiver usando o metrô à noite fique atento, pois as últimas viagens são por volta das 22h (dá para ver aqui os horários de cada linha). Confira também nossas dicas de como chegar até as principais atrações de Buenos Aires usando o metrô.

Mapa atualizado das linhas de metrô em Buenos Aires

Mapa atualizado das linhas de metrô em Buenos Aires

Buenos Aires de bicicleta

Uma das notícias mais legais para quem ama alugar bikes enquanto viaja é que Buenos Aires já conta com um serviço de empréstimo de bicicletas gratuitamente 24 horas por dia. É o Ecobici para turistas.

Para usar o serviço, você precisará se inscrever aqui ou baixar o aplicativo BA Ecobici em seu celular (Android e iOS). É preciso anexar seu documento de identidade digitalizado para usar as bikes da cidade. Ao todo, há 80 estações e 800 bicicletas em diferentes regiões de Buenos Aires. Confira aqui o mapa com todas as estações.

Foto via

De Táxi em Buenos Aires

Por algum motivo, todo brasileiro que vai a Buenos Aires resolve andar de táxi 24 horas por dia. Essa é uma opção barata quando comparada com o Brasil, embora eu tenha escutado/presenciado muitos casos de assédio a mulheres em táxis na cidade. Por isso mesmo, eu evitaria o máximo possível andar de táxi sozinha durante a noite por lá… Confesso que acho que os ônibus são mais seguros nesse sentido, mas essa é uma opinião bem pessoal minha e sei que muita gente não vai concordar.

Além disso, como em qualquer grande cidade, os taxistas vão levar você para dar algumas voltinhas extras pelo caminho, deixando o taxímetro rodar de felicidade. Eu sinceramente nunca gostei de andar de táxi por aí, mas sei que pode ser uma boa alternativa para quem não quer (ou não pode) caminhar muito enquanto está viajando.

Tem Uber e Cabify em Buenos Aires?

Desde abril de 2016, o Uber está funcionando em Buenos Aires. Recentemente, o Cabify também deu as caras por lá. Para usar os apps no exterior, o procedimento é o mesmo que aqui no Brasil. A diferença é que o valor das corridas será mostrado na moeda local (no caso, pesos argentinos) e a cobrança será revertida automaticamente para dólares em seu cartão de crédito. O Túlio, do Aires Buenos, fez dois posts ótimos sobre o uso dos aplicativos de transporte na capital argentina – um deles sobre o Uber e outro sobre o Cabify.

Transporte em Buenos Aires: planeje sua viagem

Com o site do Mapa Interactivo de Buenos Aires você consegue traçar o melhor trajeto no transporte público, colocando o endereço do local onde você está e o de onde quer chegar. O site também disponibiliza um app, que pode ser baixado grátis na App Store ou no Google Play.

Outra dica que costuma funcionar para qualquer grande cidade é utilizar o app ou site do Google Maps para planejar seus deslocamentos. Assim como o Mapa Interactivo, ele também informa qual a melhor maneira de chegar a um lugar usando transporte público.

E você, tem alguma dica sobre como se locomover em Buenos Aires? Compartilha com a gente! 😉

Nota: post publicado originalmente em julho de 2016 e atualizado em novembro de 2017. Os valores e o câmbio apresentados podem sofrer alterações a qualquer momento.


Planeje sua viagem

Os links abaixo pertencem a parceiros comerciais do blog e foram inseridos espontaneamente pela autora. Ao reservar serviços através destes links, você ajuda o Quase Nômade a se manter em funcionamento, recebe nossa gratidão eterna e não paga nada a mais por isso! ♥

✈️ Voe com a Latam ou viaje com a Avianca

🏨 Reserve seu hotel com o Booking

🚗 Alugue um carro com a Rentcars

💉 Faça o seguro viagem com a Seguros Promo ⇒ use o código NOMADE5 e ganhe 5% de desconto


⇒ Roteiro de 7 dias em Buenos Aires: o que fazer a cada dia da semana

⇒ Buenos Aires de metrô: como chegar aos principais pontos turísticos

⇒ 6 bares em Buenos Aires que deveriam entrar em qualquer roteiro

⇒ Tudo que você precisa saber para tirar a Carta Verde

⇒ Turismo sustentável: 13 atitudes que você pode tomar em qualquer lugar

⇒ Seguro viagem internacional: é seguro viajar sem um?

Apaixonada por contar histórias, trabalha com conteúdo desde 2010. Depois de passar quase três anos morando no exterior, percebeu que poderia carimbar o passaporte mais vezes caso trabalhasse remotamente. Hoje vive em Porto Alegre, onde nasceu, e não precisa mais pedir folga para viajar. Também escreve para os sites Hypeness e Quanto Custa Viajar.

Deixe seu comentário <3

*

2 comments

  1. Fabiana

    Oi Mari, muito legal seu post. Queria uma ajuda… a linha amarela (H) do metrô vai somente até a estação Corrientes ou vai até Las Heras? Quando procuro mapas de metro só me mostra até Corrientes, mas pelo Google maps ela tem mais três estações: Córdoba, Santa Fé e Las Heras. Procede essa informação do Google Maps?
    Fabiana

    • Oi Fabiana! Que legal que você curtiu o post! Realmente, você notou algo que eu ainda não tinha percebido. As estações Córdoba, Santa Fé e Las Heras da linha H foram inauguradas recentemente, segundo o site do Governo de Buenos Aires. O mapa atualizado (e oficial) de todas as linhas você encontra nesse link > http://www.buenosaires.gob.ar/subte/mapa

      Por sinal, já vou atualizar a imagem do post para ficar certinho! Valeu pela dica! 😉