Buenos Aires de metrô: como chegar aos principais pontos turísticos

Andar de metrô em Buenos Aires, o famoso subte, é uma das melhores opções de transporte. Sabendo disso, preparei uma listinha para quem quer conhecer a capital da Argentina andando apenas de metrô. 🚇

A rede de subte de Buenos Aires é interligada, o que significa que você pode pegar uma linha de metrô e combinar com as outras, caso seja necessário, sem precisar pagar uma nova passagem. Em todas as estações há um guichê para compra de passagens, que saem por 7,50 pesos argentinos (cerca de R$ 1,50).

Quem for esticar a estadia na cidade poderá se beneficiar ainda ao comprar um cartão Sube. Nesse caso, os valores das passagens podem ganhar descontos de até 40% dependendo do número de viagens mensais feitas pelo usuário. As informações sobre descontos e valores atualizados das tarifas podem ser encontrados aqui.

Confira abaixo os principais pontos turísticos de Buenos Aires e em que estação você deve descer para ir em cada um. Todas as distâncias são aproximada. Quando esta não é informada, significa que o ponto está localizado muito perto da estação. 😉

Buenos Aires de Metrô

Obelisco

Linha B – Estação Carlos Pellegrini

Linha C – Estação Diagonal Norte

Linha D – Estação 9 de Julio

Linha A – Estação Lima (caminhar 5 quadras)

Casa Rosada / Plaza de Mayo / Catedral

Linha A – Estação Plaza de Mayo

Linha D – Estação Catedral

Linha E – Estação Bolívar

Linha B – Estação Florida (caminhar 5 quadras)

Linha C – Estação Avenida de Mayo (caminhar 5 quadras)

Buenos Aires de metrô

San Telmo

Linhas C e E – Estação Independencia

[ambas ficam na Av. 9 de Julio próximo à Av. Independencia]

Puerto Madero

Linha A – Estação Plaza de Mayo (caminhar 8 quadras)

Linha B – Estação Leandro N. Alem (caminhar 6 quadras)

Terminal de Ônibus de Retiro

Linha C – Estação Retiro (caminhar 4 quadras)

Metrô em Buenos Aires

Foto: Philip Choi

Congresso

Linha A – Estação Congreso

Linha B – Estação Callao (caminhar 5 quadras)

Linha C – Estação Av. de Mayo (caminhar 6 quadras)

Plaza Francia (Recoleta)

Linha H – Estação Las Heras (caminhar 3 quadras)

Linha D – Estação Pueyrredon (caminhar 10 quadras)

Cemitério da Recoleta em Buenos Aires - Argentina

Shopping Abasto

Linha B – Estação Carlos Gardel

Linha H – Estação Corrientes (caminhar 4 quadras)

Rosedal

Linha D – Estação Plaza Italia (caminhar 12 quadras)

Como chegar ao Rosedal em Buenos Aires, Argentina

Jardim Japonês

Linha D – Estação Scalabrini Ortiz (caminhar 10 quadras)

Jardim Botânico

Linha D – Estação Plaza Italia

Plaza Serrano

Linha D – Estação Plaza Italia (caminhar 11 quadras)

Barrio Chino

Linha D – Estação Juramento (caminhar 8 quadras)

Confira também o mapa do metrô de Buenos Aires para programar sua viagem:

Mapa do Metrô de Buenos Aires - Argentina

Imagem via

Nota: os valores apresentados e a taxa de câmbio são referentes ao mês de maio de 2017 e podem sofrer alterações a qualquer momento.

Planeje sua viagem para Buenos Aires

Os links abaixo pertencem a parceiros comerciais do blog e foram inseridos espontaneamente pela autora. Ao reservar serviços através destes links, você ajuda o Quase Nômade a se manter em funcionamento, recebe nossa gratidão eterna e não paga nada a mais por isso! ♥

✈️ Pesquise passagens aéreas com o Skyscanner

🏨 Reserve seu hotel com o Booking

🚗 Alugue um carro com a Rentcars

💉 Faça o seguro viagem com a Seguros Promo ⇒ use o código NOMADE5 e ganhe 5% de desconto

Depois de me formar em comunicação, passei um tempo morando na Argentina, Irlanda e na Romênia. Foi morando cada vez menos que esqueci o significado da palavra e hoje mantenho a capital gaúcha como sede dessa vida quase nômade.

Comenta aí, vai! :D

11 comments

  1. vivian ern

    o SUBE eu preciso fazer um cartão para cada usuário?

    • Shirley

      Meu namorado comprou apenas 1 cartão. Usado por nós dois.

  2. vivian ern

    Eu sei que para fazer o SUBE eu pagou 25 pesos.
    Minha pergunta é: além desses 25 pesos, eu preciso pagar o valor das passagens para as viagens que eu farei, certo? Ou as viagens são descontadas dos 25 pesos que paguei para retirar o cartão?

  3. Marcos

    Pretendo fazer um bate e volta saindo de Montevideu. Desejo conhecer A Casa Rosada, A Catedral Metropolitana, o bairro da Ricoleta e o bairro das casa coloridas (acho que se chama Caminito). A balsa desembarca em Porto Madero. De lá dá p/ visifar todos esses lugares de metrô? Preciso comprar o SUBE ou posso pagar as passagens com dinheiro?

    Obrigado

    • Oi Marcos, tudo bem? A Casa Rosada e a Catedral Metropolitana ficam a umas 10 quadras de Puerto Madero, você pode ir a pé (o metrô não chega até o porto). De lá, é possível ir para a Recoleta pegando as linhas A, B ou D e combinando com a linha H (amarela). Depois, você pode pegar um ônibus ou táxi para ir até o Caminito, em La Boca, onde também não chega o metrô. A passagem de metrô pode ser comprada em dinheiro nas estações. No caso do ônibus, o pagamento precisa ser feito apenas com moedas se você não tiver o SUBE.

    • Marcos

      Oi, Mary Dutra. Suas informações foram super valiosas, salvando todas. Aproveitando a oportunidade gostaria de saber mais a respeito da segurança (ou violência) do bairro La Boca (Caminito). É que li alguns posts de visitantes e eles sugeriam atenção redobrada. E o táxi da Ricoleta até Caminito chega a ser caro? Vc tem idéia de mais ou menos quanto? E os táxis e ubers lá aceitam cartão ou só dinheiro?
      Grato por tamanha atenção!

      Marcos

    • Oi Marcos. Que bom que as informações ajudaram. Durante o dia o Caminito fica repleto de turistas. A questão da insegurança costuma ser mais relacionada a furtos do que à violência propriamente dita. Nesse caso, sugiro apenas ficar de olho nos seus pertences da mesma forma que faria em qualquer cidade brasileira. Sobre o valor do táxi, não tenho ideia, mas geralmente as corridas são bem baratas em relação aos preços aqui do Brasil – eles não costumam aceitar cartão. É possível usar Uber e Cabify na cidade com os mesmos aplicativos que você usa no Brasil, embora nunca tenhamos testado essa opção.

  4. Shirley

    A primeira vez que fui a Buenos Aires (em 2010) só andei de táxi. Acabei de voltar de lá de uma viagem de uma semana (vou voltar de novo, amo BA). Desta vez resolvi arriscar andar de metrô, o táxi continua barato, mas queria uma experiência diferente. Antes de sair do Brasil anotei todas as dicas dessa matéria, chegando lá, ainda no aeroparque adquiri o sube (25 pesos), no hotel consegui um mapa turístico que incluía o do metrô. Me enchi de coragem e lá fomos nós (eu e o namorado). Ficamos hospedados na Recoleta a 2 quadras da estação Callao (linha D – verde), assim que entrei na estação senti um “choque”, pensei: cara que p@#$ é essa? (as estações e os trens são beeeeeem velhos). Moro em SP, e quem conhece aqui sabe que apesar de lotado, o nosso metrô é novo e bonito, lá em BA é tudo muito velho,mas funciona perfeitamente, e mesmo lotado não chega aos pés do “calor humano” da Sé no horário do rush (argh). Então vale a pena usar o metrô tanto pela experiência quanto pela economia, cada passagem custa 7,50 pesos, o equivalente a 1,75 + ou – (valor de maio/17). Enfim, escrevi tudo isso, só pra dizer MUITO OBRIGADA PELAS DICAS. Nos ajudou bastante. Se o pessoal seguir à risca o que vc escreveu, não tem erro, rs. Beijos.

    • Oi Shirley! Que lindo receber sua mensagem e saber que a matéria ajudou vocês a andar por Buenos Aires. <3 Apesar de mais velhinho, o metrô é sempre uma boa maneira de ver de perto a rotina de quem realmente vive na cidade - além de garantir uma economia extra ao final da viagem. 😉