7 programas para fazer na Colonia Roma na Cidade do México

A Colonia Roma, na Cidade do México, é um bairro cheio de charme e que promete cativar visitantes, assim como nos cativou. Reservamos uma semana por lá quase que por engano e acabamos nos sentindo tão em casa que voltamos mais duas vezes para a mesma região. Nesse post a gente dá algumas dicas de programas para fazer no bairro.

Ótimas estreias no Cine Tonalá

Nós sempre gostamos de ir ao cinema quando viajamos, mas preferimos buscar algumas opções de cinemas alternativos, de preferência aqueles que apresentem filmes locais (ou não-hollywood). Claro que nem sempre dá para fazer isso, já que muitas vezes a gente não entende uma palavra do que os atores falam na telona. Por sorte, no México esse não era um problema. 😀

Foi assim que conhecemos o Cine Tonalá. Além de um cinema com ótimas estreias nacionais e internacionais por apenas 50 pesos (cerca de R$ 10), o espaço conta com um barzinho (caríssimo, diga-se de passagem) e apresentações de música e teatro ocasionalmente. A passagem por lá é mais do que recomendada!

Almoço no Mercado Roma

Um paraíso gastronômico no bairro. Tá, não é para tanto, mas a diferença é que o Mercado Roma tem muitas opções para quem quer comer, tomar um café ou beber uma cervejinha na cidade. Apesar da variedade (ou por causa dela), é bom chegar cedo para não pegar o lugar cheio – o que não será difícil, considerando que o horário normal de almoço dos mexicanos é por volta das 15h.

Mercado Roma - Colonia Roma na Cidade do México

Vista de cima do Mercado Roma

Depois da barriga cheia é a hora do postre, ou sobremesa. Não hesite e vá de churros. No estande localizado ao fundo do mercado, no térreo, são vendidas porções de churros deliciosos feitos na hora. São 4 churros gigantes por só 16 pesos mexicanos (cerca de R$3,50) – e você paga 5 pesos (R$ 1) extras por uma das coberturas disponíveis (leite condensado, doce de leite ou chocolate). Se preferir, em outro estande é possível experimentar uma das paletas mexicanas feitas com drinks, mas ~ na nossa opinião ~ o sabor não é tão interessante quanto a ideia sugere.

O Mercado Roma também tem sua porção notívaga: o Beer Garden localizado no último piso, com uma boa carta de cervejas, incluindo tanto marcas artesanais quanto industriais. Há ainda algumas opções de comidinhas no terraço, embora não tenhamos provado nenhuma.

Cervejinha no La Nacional 

Aaai, La Nacional é puro amor para quem ama cervejas. Eles tem uma carta gigante de cervejas nacionais e o bar está sempre animado – teve um dia que saímos de lá na hora em que o bar estava fechando e o povo todo estava bêbado gritando cantando músicas de mariachi. Coisa mais linda de se ver! <3

A dica é passar lá sem ter jantado, pois o bar só serve bebidas para clientes que pedirem algum prato (pelo que entendemos, é uma questão relativa ao alvará do local). Os preços também são bem razoáveis e ficam na média dos outros bares da região.

Um mezcalito no La Botica

Fica do ladinho do La Nacional e é a pedida para quem prefere tomar alguns mezcais, a bebida dos deuses do México. “Para todo mal mezcal para todo bien también” é quase um hino no país. O lugar simula uma farmácia – afinal, mezcal é tipo remédio! – e as doses generosas da bebida custam entre 50 e 70 pesos mexicanos (R$ 10 a R$ 15), o que é beeem barato quando comparado com outros lugares.

Bons drinks no Dulce Maguey

Maguey ou Agave é a planta que dá origem ao mexicaníssimo mezcal. Mas, embora também seja uma delícia quando tomada pura, a bebida fica ótima em drinks, como os que são oferecidos pelo Dulce Maguey. Além de bar, o espaço também é um centro cultural e oferece uma boa carta de comidinhas típicas. Todas as quartas-feiras os visitantes podem aproveitar a dose dupla de coquetéis feitos com mezcal – simplesmente uma delícia. <3

Dose dupla no Non Solo

Uma pizzaria que a princípio pode parecer até um pouco sem graça, mas é perfeita para quem viaja com pouca grana para o México e quer curtir um happy hour na cidade. Todos os dias tem dose dupla de cerveja, vinho e alguns drinks por lá, entre as 17h e as 20h.

vinho

Servidos?

7. Visitar o Muca

Este pequeno museu universitário fica localizado na rua Tonalá e tem entrada gratuita. Quando estivemos no México, ele apresentava uma exposição relembrando os 30 anos do terremoto que atingiu – e devastou – a Cidade do México em 1985. O passeio é curtinho (dura menos de uma hora), mas vale a pena conhecer, principalmente para quem estiver hospedado na região.

Nota: os valores apresentados e a conversão mostrada são referentes aos meses de janeiro e fevereiro de 2016 e podem sofrer alterações a qualquer momento. 


Planeje sua viagem

Os links abaixo pertencem a parceiros comerciais do blog e foram inseridos espontaneamente pela autora. Ao reservar serviços através destes links, você ajuda o Quase Nômade a se manter em funcionamento, recebe nossa gratidão eterna e não paga nada a mais por isso! ♥

✈️ Voe com a Latam

🏨 Reserve seu hotel com o Booking

🚗 Alugue um carro com a Rentcars

💉 Faça o seguro viagem com a Seguros Promo ⇒ use o código NOMADE5 e ganhe 5% de desconto


⇒ Roteiro completo de viagem pelo México com estimativa de gastos

Como conhecer as pirâmides de Teotihuacan por conta própria

⇒ Coisas que todo viajante deveria saber antes de ir para o México

⇒ Viajando pelo México: qual meio de transporte escolher para cada trajeto

⇒ Este roteiro inclui todas as principais atrações da Cidade do México

⇒ Um passeio pelo Museu Frida Kahlo na Cidade do México

Depois de me formar em comunicação, passei um tempo morando na Argentina, Irlanda e na Romênia. Foi morando cada vez menos que esqueci o significado da palavra e hoje mantenho a capital gaúcha como sede dessa vida quase nômade.

Comenta aí, vai! :D