O que fazer em Buenos Aires: roteiro de uma semana pela capital argentina

Sabe quando você chega no destino da sua viagem e bate aquela indecisão na hora de escolher os passeios? Então se prepara porque a gente separou todas as dicas de o que fazer em Buenos Aires, em um roteiro completíssimo de uma semana na capital argentina!

O que fazer em Buenos Aires por dia da semana

Segunda-feira – Abasto

Para começar bem a semana, a dica é conhecer o bairro de Abasto, ainda pouco explorado pelos turistas na cidade. Passeando pelas ruas próximas ao shopping Abasto, você irá encontrar diversas referências ao universo tangueiro nas paredes. Não deixe de caminhar pelas ruas Zelaya e Pasaje Carlos Gardel.

Tango nas paredes de Abasto em Buenos Aires - Argentina

Partitura tangueira nas paredes de Abasto.

À noite, não perca o show de percussão da La Bomba de Tiempo, atração confirmada todas as segundas-feiras na Ciudad Cultural Konex. Ingressos antecipados a partir de 100 pesos argentinos (cerca de R$ 20) podem ser comprados pelo Ticketek. Na hora, a entrada sai por 140 pesos (R$ 28).

Terça-feira – Puerto Madero

Aproveite para conhecer a região de Puerto Madero. Se você curte natureza e não se incomoda com uma boa caminhada, comece pela Reserva Ecológica Costanera Sur. O passeio é gratuito e prova que também existe verde em Buenos Aires. Como a caminhada é longa, o melhor é percorrer o parque de bicicleta – e você pode pegar uma emprestada sem gastar nada. #FicaDica

Reserva Ecológica de Puerto Madero, Buenos Aires, Argentina

Paisagem da Reserva Ecológica de Puerto Madero

A próxima parada pode ser um almoço em Puerto Madero, onde há diversos restaurantes para quase todos os bolsos. Se você queria comer um assado típico argentino, esse é o melhor lugar. Mas lembre-se de fugir dos restaurantes pega-turista (há muitos por lá), como o Siga La Vaca. Apesar de mais baratos, muitas vezes os restaurantes do gênero oferecem uma carne de baixa qualidade, o que acaba não compensando a visita.

Puerto Madero, Buenos Aires, Argentina

Docas de Puerto Madero

Quarta-feira – Palermo

Para quem gosta de arte, a quarta-feira é o dia perfeito para visitar o Malba, em Palermo, já que os ingressos para o museu neste dia são mais baratos (apenas 50 pesos – cerca de R$ 10). Além disso, a entrada é gratuita para estudantes, professores e maiores de 65 anos às quartas-feiras. Nos outros dias da semana, a entrada para o museu sai por 100 pesos (R$ 20), enquanto estudantes, professores e idosos pagam metade deste valor.

Malba, Buenos Aires, Argentina

Entrada do Malba

Depois de curtir um pouco as exposições do local, a dica é um passeio pelos Bosques de Palermo. Aproveite para visitar o Rosedal, no Parque Tres de Febrero, o Jardim Japonês e o Jardim Botânico. Todas as atrações são gratuitas, exceto o Jardim Japonês, que custa 95 pesos (R$ 19).

O que fazer em Buenos Aires - Visitar o rosedal

As rosas do Rosedal, em Palermo

À noite, o melhor é aproveitar que está por Palermo e conhecer os arredores da Plaza Serrano, onde você poderá escolher entre diversos bares para comer algo e/ou tomar uma Quilmes. Minha dica é o Espacio Dada, uma mistura de bar e espaço cultural que é uma delícia. 😉

Quinta-feira – Centro

Depois de uma quarta-feira agitada, dá para aproveitar a quinta para conhecer um pouco mais do centro da cidade, fazendo um tour a pé. E Buenos Aires oferece várias opções de tours grátis para quem não se importa de caminhar. Você pode escolher entre o BA Free Tour, que sai às 11h do Congresso e leva você pelas principais atrações do centro da cidade, ou o Buenos Aires Free Walks, que começa às 15h também no Congresso. Além dos tradicionais tours pelo centro, os mesmos grupos oferecem também tours pela Recoleta ou por San Telmo e todos são baseados apenas em gorjetas.

Roteiro de 1 semana em Buenos Aires - Argentina

Um pedacinho da Casa Rosada

Depois de tanta caminhada, você merece uma pausa para o café na Manzana de Las Luces – na minha opinião, um dos cafés mais bonitos da cidade, localizado em uma mansão histórica pertinho da Casa Rosada. Também é possível aproveitar a quinta para ver o protesto das madres da Plaza de Mayo, que se estende até hoje em busca de crianças desaparecidas durante a ditadura militar argentina.

Para terminar o dia, a sugestão é conhecer a rua Reconquista, onde muitos portenhos aproveitam para fazer um happy hour após o trabalho. Escolha entre os diversos bares do lugar, puxe uma cadeira e peça uma cerveja enquanto escolhe o que comer. Outra opção é aproveitar que está pelo centro e conhecer o Le Merval, um bar que funciona como uma bolsa de valores de bebidas, em que os preços variam conforme a lei da oferta e da demanda.

Sexta-feira – Tigre

Um programa comum entre os porteños aos finais de semana é um passeio por Tigre, uma cidade próxima à capital. Para isso, fuja dos tours fechados e faça você mesmo seu roteiro. É possível pegar um trem a partir da estação de Retiro que levará você até Tigre (Linha Mitre) e a viagem demora cerca de 50 minutos.

Como chegar até Tigre - Buenos Aires

Entrega de sorvetes nas ilhas de Tigre. <3

Na cidade, você pode conhecer o Puerto de Frutos, um lugar ótimo para almoçar ou fazer um lanche. Depois disso, uma boa pedida é pegar um barco para conhecer melhor o Delta de Tigre. Se estiver com um grupo de amigos, considere passar a tarde em uma das ilhas de Tigre.

Na volta para Buenos Aires, você pode ainda curtir um show de tango no Café Tortoni, se estiver com o espírito de turista em alta. 💃🏼

Sábado – Recoleta

Um pouco de glamour na capital argentina. É isso que você irá encontrar na Recoleta. O melhor é passar o dia nos arredores da Plaza Francia, onde você pode conhecer o Buenos Aires Design, um shopping com uma loja com artigos de design gigante, a Morph. No mesmo espaço você pode almoçar em algum dos restaurantes e bares localizados no terraço (há diversas opções, então é só sentar e escolher a sua preferida).

Na saída, não deixe de conferir a feirinha da Recoleta, que acontece ali todos os finais de semana com artesanato de primeira qualidade. Se sobrar tempo, aproveite para conhecer o Centro Cultural Recoleta e o Cemitério da Recoleta, dois passeios incríveis (e gratuitos) na mesma quadra!

Cemitério da Recoleta, Buenos Aires, Argentina

Fachada do Cemitério da Recoleta

À noite, a dica é jantar no Buller Pub, também na Plaza Francia, onde você encontra cervejas artesanais deliciosas elaboradas pela casa, além de uma comida de ótima qualidade. O preço costuma ser um pouco acima do praticado em outras regiões da cidade, mas nada muito assustador. Experimente o sampler de cerveja, que vem com 6 copinhos de 100 ml cada, um com cada tipo de cerveja oferecido pelo bar.

Domingo – La Boca e San Telmo

Se você nunca foi a Buenos Aires, dê uma passada rápida pelo bairro de La Boca, apenas para ver o Caminito e tirar algumas fotos. Não compre nada por lá, já que essa parte da cidade costuma ser extremamente turística – o que faz com que os preços das lembrancinhas subam bastante, rsrsrs. Quem curte futebol também pode dar uma passada na La Bombonera (estádio do time Boca Juniors) e visitar o Museo de La Pasión Boquense (entradas a partir de 160 pesos – R$ 32). Depois disso, faça um favor a você mesmo e corra para San Telmo.

Calçada da fama em La Boca, Buenos Aires, Argentina

Calçada da fama em La Boca

Afinal, domingo é dia de feira em San Telmo e você poderá encontrar de tudo para comprar por lá. De roupas feitas por designers independentes a artesanato, passando por quadros de pintores locais e até brinquedos de madeira. Vale a pena um passeio com atenção pela feira, que acontece ao longo da rua Defensa.

Arma de Instrução Massiva, San Telmo, Buenos Aires, Argentina

Arma de Instrução Massiva na feirinha de San Telmo

Se ainda sobrar energia durante a noite, o bairro de San Telmo oferece diversas opções para quem quer comer alguma coisa ou simplesmente tomar uma cerveja. Meu preferido é o bar La Puerta Roja, com um clima quase underground, que tem simplesmente os melhores nachos do mundo! ♥

Se não dispuser de tanto tempo pela cidade, confira também um roteiro de 1 dia na cidade criado pela Paloma, do Diário de Turista.

Nota: os valores e a taxa de câmbio apresentados foram atualizados pela última vez em abril de 2017 e podem sofrer alterações a qualquer momento.


Planeje sua viagem para Buenos Aires

Os links abaixo pertencem a parceiros comerciais do blog e foram inseridos espontaneamente pela autora. Ao reservar serviços através destes links, você ajuda o Quase Nômade a se manter em funcionamento, recebe nossa gratidão eterna e não paga nada a mais por isso! ♥

✈️ Voe com a Latam ou viaje com a Avianca

🏨 Reserve seu hotel com o Booking

🚗 Alugue um carro com a Rentcars

💉 Faça o seguro viagem com a Seguros Promo ⇒ use o código NOMADE5 e ganhe 5% de desconto


 

⇒ Buenos Aires de metrô: como chegar aos principais pontos turísticos

⇒ Como se locomover em Buenos Aires

⇒ Como tirar a Carta Verde para viajar de carro pelo Mercosul

⇒ Seguro viagem internacional: é seguro viajar sem um?

⇒ Como encontrar passagens aéreas baratas

Depois de me formar em comunicação, passei um tempo morando na Argentina, Irlanda e na Romênia. Foi morando cada vez menos que esqueci o significado da palavra e hoje mantenho a capital gaúcha como sede dessa vida quase nômade.

Queremos ouvir seu comentário!

4 comments

  1. Maria

    Maravilha fiquei encantada com a suas dicas parabéns.eu costumo me impressiona pouco com as pessoas mais vc realmente me impressionou.obrigado bjks.

  2. vitoria lima

    Ótimas dugestões. Quando for a BA quero usá-las