Bares em Madrid: dicas para curtir a noite em La Latina e Malasaña

Não faltam bares em Madrid para todos os estilos. A cidade respira vida noturna, parece um verdadeiro filme do Almodóvar e é uma delicinha para que adora curtir a noite. Mas cá pra nós: não tem graça sair se for pra ficar em lugar turistão, né?

Então fomos em uma jornada intensa para descobrir os melhores bares da capital da Espanha. Foram 12 dias, incontáveis cervejas e muitas ressacas, mas aqui fica o resultado dos lugares que selecionamos para compartilhar com vocês. 😉

Bares em Madrid: o happy hour em La Latina

Muitos bares ficam próximos ao Mercado de la Cebada, principalmente nas ruas Plaza de La Cebada, Calle de La Cava Alta e Calle de La Cava Baja (super criativos, não?).  Para quem quer uma região agitada e com muitas opções, pode ser uma boa pedida. Cada bar oferece um estilo diferente – tem desde locais especializados em drinks até barzinhos cervejeiros.

Perto dali fica a minha zona de bares preferida: a Calle de Santa Ana. Com um estilo mais local e opções mais escassas, ela tem um clima de hipongagem na medida que eu adoro, com uma vibe bem agregadora de todos os públicos. O lado negativo é que durante a semana os bares costumam fechar mais cedo e nem todos abrem. No domingo, o agito continua por ali na sequência do Mercado del Rastro, uma feira de rua maravilhosa que reúne antiquários, designers e banquinhas naturebas nas ruas da região.

Museo de La Radio

Cerveja por €1,30 (R$ 5), muita energia boa, clima familiar (com bebê no bar e tudo) e uma decoração que parece ter sido cavocada nos melhores antiquários do bairro fazem do Museo de La Radio nosso bar preferido em Madrid. Dependendo do dia, rola uma aglomeração de gente tocando música em conjunto na parte dos fundos numa hipongagem linda de viver. Para comer, a carillera com grão de bico sai por €8 (R$ 31).

Endereço: Calle Santa Ana, 8

Bares em Madrid - Museo de La Radio

La Chispera

Com um garçom que parece o Seu Madruga e um clima mais barzito, o La Chispera é uma baita escolha para a hora do jantar ou início da noite. Tem vermut de grifo por €1,70 (R$ 6,5) e cada bebida vem acompanhada de uma tapa – algumas delas bem grandinhas, por sinal. Para inovar na hora da comida, eles servem tamales de diversos sabores. Super recomendo!

Endereço: Calle de Santa Ana, 13

Ataca paca

Hipongagem completa, o Ataca Paca é um bar meio pé sujo (eu amo um boteco, néam?) que funciona de dia e à noite. No almoço, tem menu completo por € 8 (R$ 31), enquanto à noite os pratos são servidos individualmente (cada um custa em média € 6 – R$ 23). Se ficar com fome, lembre-se de que aqui as cervejas também rendem uma tapa grátis.

Endereço: Calle de Arganzuela, 20

El Buo

Uma taberna que existe desde 1970. Como em outros bares madrileños, cada cerveja vem acompanhada de uma tapa pequena. Para saciar a fome, a dica é mesmo investir em uma das tortillas gigantes oferecidas pela casa – elas saem por € 10,90 (R$ 43) e alimentam facilmente quatro pessoas. Provamos a de queijo de cabra e cebola caramelada e nos apaixonamos.

Endereço: Calle Humilladero, 4

Onde comer em Madrid

Juro que ela é beeem maior do que parece na foto >.<

La Cabra en el Tejado

Com várias opções veganas, vegetarianas, sem glúten e ecológicas, o bar é daqueles redutos para todos. Apesar disso, os pratos são pequenos (exceto o “lacón a la gallega“, muito bem servido e por € 6,80 – R$ 27). Bom para uma noite tranquila, um café da manhã reforçado ou mesmo uma pausa durante o dia.

Endereço: Calle Santa Ana, 31

Pajaritos Mojados

Com uma vibe inclusiva sem ser clichê, o Pajaritos Mojados também tem várias opções veganas, vegetarianas e até sem glúten. A comidinha é toda gostosa, preço bom e ambiente com um toque artístico que fica entre o hippie e o hipster. Fora isso, os garçons são muito simpáticos – um deles até conhece Porto Alegre e arranha um bom português. ♥

Endereço: Calle Humilladero, 3,

A noite em Malasaña

Verbena

Barzito, café, restaurante e o que mais der na telha. Praticamente um oásis de tranquilidade na loucura de Malasaña. Costuma lotar mais cedo do que os outros bares do bairro, sendo uma opção bacana para comer alguma coisa antes de começar a noite.

Endereço: Calle Velarde, 24

TupperWare

Uma viagem direto para os anos 70-80, com referências na decoração que vão de Scooby Doo a Yellow Submarine. Beber de pé, com música alta e energia boa faz parte do cardápio. Entrando antes da meia-noite, você não paga nada. Depois desse horário, é comum ser cobrada a primeira consumação, assim como ocorre em outros lugares do bairro. Vá animado, porque a noite aqui não tem hora para terminar.

Endereço: Corredera Alta de San Pablo, 26

Penta

Segundo o site Somos Malasaña, esse bar inaugurou em 1976 com o nome de Pentagrama e continua existindo até hoje. Passamos uma noite mucho loca por lá, com músicas dos anos 80, dancinhas malucas e amizades instantâneas. É pra ser feliz enquanto curte um breguelê. Assim como na TupperWare, a entrada é grátis até meia-noite – depois desse horário, é preciso pagar € 8 (R$ 31), que dão direito a duas cervejas ou um drink.

Endereço: Calle Palma, 4

Também recomendo esse post super completinho do Blogueiros Madrid, que não tem dicas de bares, mas traz várias informações bacanas sobre a noite madrilenha.

Extra: Cacao

Pertinho da “área dos museus” (Prado, Reina Sofia, etc), esse bar/café/restaurante venezuelano tem um clima mais agradável e menos turístico do que os outros da região. Atendimento nota 10 e ambiente tipo descontraído, combina com quem já passou dos 30 (euzinha) ou está perto disso. Para comer, arepas e outros pratos tradicionais da Venezuela.

Endereço: Calle de Moratin, 19

Mapa dos bares em Madri ⤵️

Nota: Os valores e o câmbio apresentados são referentes ao mês de janeiro de 2018 e podem sofrer alterações a qualquer momento. Foto em destaque: Felipe Benoit Photography


Planeje sua viagem

Os links abaixo pertencem a parceiros comerciais do blog e foram inseridos espontaneamente pela autora. Ao reservar serviços através destes links, você ajuda o Quase Nômade a se manter em funcionamento, recebe nossa gratidão eterna e não paga nada a mais por isso! ♥

✈️ Viaje com a KLM

🏨 Reserve seu hotel com o Booking

🚗 Alugue um carro com a Rentcars

💉 Faça o seguro viagem com a Seguros Promo ⇒ use o código NOMADE5 e ganhe 5% de desconto


⇒ Turismo em La Rioja: 3 cidades para conhecer os melhores vinhos da Espanha

⇒ Bares em Barcelona: o que conhecer nos dois principais bairros noturnos da cidade

⇒ 4 coisas para fazer em Bilbao por menos de € 5

⇒ O que fazer em Girona e por que a cidade merece mais do que um bate e volta

⇒ Onde ficar em Frankfurt: os melhores bairros e dicas de hotéis

Apaixonada por contar histórias, trabalha com conteúdo desde 2010. Depois de passar quase três anos morando no exterior, percebeu que poderia carimbar o passaporte mais vezes caso trabalhasse remotamente. Hoje vive em Porto Alegre, onde nasceu, e não precisa mais pedir folga para viajar. Também escreve para os sites Hypeness e Quanto Custa Viajar.

Deixe seu comentário <3

*

1 comment

  1. Pingback: Transporte em Barcelona: qual passagem comprar e quanto custa