A Frankfurt de Goethe: nos passos do escritor ontem e hoje

Johann Wolfgang von Goethe tem nome grande, mas dispensa formalidades. Está tudo bem chamar o escritor apenas de “Goethe”. Mesmo com essa intimidade, ele não deixa de ser um dos símbolos da Alemanha e, principalmente, de Frankfurt, cidade onde nasceu em 1749.

Com saúde frágil, ele veio ao mundo na rua Großer Hirschgraben. A residência da família foi vendida anos depois e hoje uma réplica localizada no mesmo local serve como um museu sobre a vida do escritor. A construção original foi completamente destruída em um bombardeio ocorrido na cidade durante a Segunda Guerra Mundial, embora os móveis e obras de arte da casa tenham sido preservados (na época do incidente, eles estavam armazenados em um local seguro).

Para começar a explorar os passos do escritor durante uma visita à cidade, a dica é justamente conhecer o local de seu nascimento.

Goethe House, casa e museu do escritor

Entre os anos de 1947 e 1951, foi construída uma réplica fiel da casa original do escritor no mesmo local em que esta se localizava. Tanto a mobília quanto a estrutura dos cômodos foi preservada e indicam como era a vida da família Goethe enquanto vivia na casa.

O tour é completamente autoguiado: na chegada, os visitantes recebem uma folha plastificada com informações sobre cada um dos cômodos da casa, andar por andar (são quatro, no total). Os panfletos estão disponíveis em diversos idiomas, incluindo alemão, inglês e espanhol, e devem ser devolvidos ao final do passeio.

Casa de Goethe, em Frankfurt

Detalhe do Museu de Goethe em Frankfurt

Durante a visita, é possível entender mais sobre a vida do escritor antes de se mudar Leipzig, aos 16 anos, para estudar direito. Caminhamos pelo quarto de seu nascimento, conhecemos alguns dos desenhos que o escritor fez e podemos apreciar a biblioteca e a sala de música da família. Mais do que conhecer o passado de Goethe, o passeio permite entender sobre como era a vida no período em que o escritor viveu.

A Goethe House funciona de segunda a sábado, das 10h às 18h; e aos domingos e feriados, das 10h às 17h30. Os ingressos para visitar o espaço custam € 7 (R$ 28) ou € 3,50 (R$ 14) para quem apresentar o Frankfurt Card. Confira informações sempre atualizadas clicando aqui.

Bebendo como Goethe em Frankfurt

Como todo alemão, Goethe também gostava de beber e qualquer viajante sabe que não há melhor maneira do que beber ao lado da pessoa amada. Portanto, fomos até a casa do grande amor do escritor, Lili Schönemann. Após um curto romance com Goethe, Lili finalmente se casou com um banqueiro local, mas nunca saiu da memória do escritor – que confidenciou a um amigo nunca ter sido tão feliz quanto ao lado da amada.

Hoje resta pouco da memória de Lili na cidade, mas ela ganhou um restaurante inteiramente em sua homenagem: o Schönemann, localizado dentro do hotel Sofitel Frankfurt Opera. A convite do restaurante, provamos um menu completo acompanhado de um dos vinhos que homenageia justamente o escritor: o Goethewein, da Vinícola Familiar Allendorf.

Quem nos conta essa história é Eliardo, que nos recebeu gentilmente no local. Segundo ele, Goethe era um amigo da família Allendorf e costumava visitá-los em sua casa de verão, onde bebia este mesmo vinho que provamos no restaurante – e que só está disponível no local. Como sua própria homenagem ao escritor, o Schönemann adquiriu as únicas 300 garrafas de Goethewein produzidas na safra deste ano.

Embora o vinho seja de excelente qualidade, o destaque fica mesmo para o menu do restaurante, aberto em novembro do ano passado. Entre os pratos que provamos, o risoto de quinoa com parmesão é daqueles que vão ficar na memória – e a sobremesa das fotos abaixo é tão gostosa quanto bonita, mas (infelizmente) não está mais no cardápio.

Restaurante Schönemann, em Frankfurt

Seguindo os passos de Goethe em Frankfurt

Frankfurt de Goethe: última parada

Após a janta, a dica é passar em frente à incrível Alte Oper, localizada a poucos passos do restaurante. A construção original foi inaugurada em 1880 e destruída em 1944, durante a Segunda Guerra Mundial. Sua reabertura se deu em 1981, após uma completa reestruturação. Desde então, o edifício conta com uma estátua de Goethe em sua fachada.

Frankfurt de Goethe

Nossa viagem contou com o apoio do escritório de turismo de Frankfurt e a visita ao restaurante Schönemann foi realizada a convite, o que não interfere nas opiniões apresentadas nesta página.

Nota: Os valores apresentados são referentes ao mês de dezembro de 2017 e podem sofrer alterações a qualquer momento. Foto em destaque: CC BY 3.0 Munin2005/Wikimedia Commons


Planeje sua viagem

Os links abaixo pertencem a parceiros comerciais do blog e foram inseridos espontaneamente pela autora. Ao reservar serviços através destes links, você ajuda o Quase Nômade a se manter em funcionamento, recebe nossa gratidão eterna e não paga nada a mais por isso! ♥

✈️ Voe com a Latam

🏨 Reserve seu hotel com o Booking

🚗 Alugue um carro com a Rentcars

💉 Faça o seguro viagem com a Seguros Promo ⇒ use o código NOMADE5 e ganhe 5% de desconto


⇒ 25+ apps de viagem grátis para planejar todos os passos do roteiro

⇒ Como ser um nômade digital e quanto custa esse estilo de vida

⇒ Roteiro de viagem pela Europa com estimativa de gastos: Amsterdã, Londres + 5 cidades

⇒ Turismo sustentável: 13 atitudes que você pode tomar em qualquer viagem

⇒ Como usar o TransferWise para transferir dinheiro para o exterior

Apaixonada por contar histórias, trabalha com conteúdo desde 2010. Depois de passar quase três anos morando no exterior, percebeu que poderia carimbar o passaporte mais vezes caso trabalhasse remotamente. Hoje vive em Porto Alegre, onde nasceu, e não precisa mais pedir folga para viajar. Também escreve para os sites Hypeness e Quanto Custa Viajar.

Deixe seu comentário <3

*

5 comments

  1. @ErreNascimento

    Adorei o post! E fiquei com água na boca de vontade desse risoto. 🙂

    • Mariana Dutra

      Vem comer risoto comigo, Rafis! Algum plano de vir pra europinha nos próximos meses? 🍽

    • @ErreNascimento

      Ahhh, adoraria risotear con ustedes. Mas tô sem planos de Europinhas ainda. Por ahora, só Minas (e depois Ceará e luego Pará <3 – já venho ensaiando todas as coreografias de Joelma! rs).
      Beijos e boa viagem!
      !Qué disfruten! 😉

  2. Jeanette Farina

    Ótimas dicas Mari! E a neve? Brrr…

    • Oi Jeanette, nevou só um dia e foi rapidinho, por sorte. hehehe Agora já estamos em Barcelona e as temperaturas melhoraram (mínimas por volta dos 5ºC). 🙂